Não escrevo palavras bonitas, escrevo sentimentos bonitos...!
I do not write nice words! I write beautiful thoughts ...




sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Na nascente do teu ouro


Foto de Paulo Vieira (olhares)

Na nascente do teu ouro

na liberdade do teu rosto

sou mãos, sem voz na tua sede.

Sou, o ser que reporta o voo nas mãos…


Ascendo dum mundo de mãos

com muros e montanhas de sangue.


Transcrevo no musgo

e no barro, que me aquece a alma

a chama do teu corpo nu.


Regresso em silêncio ao enigma do teu corpo

e percorro o teu rosto com olhos tacteados.

Sigo os trilhos da minha difusa ilusão

e encalho nas tuas veias dançantes…


Sou o verso do tempo, em noites cerradas

rasgo as mãos, na tinta corrente e incendeio,

o corpo vivo. Saturo a alma, rompo o silêncio…


E desenho… redesenho… e voo!

Voo alto, num voo sem destino….


José M. Silva




5 comentários:

  1. Quanta emoção expressa em forma de poesia. Que forma brilhante de começar o Novo Ano.

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Em 2010 voa alto! para onde te levar o sonho!

    Bjins

    ResponderEliminar
  3. bonito poema...voa sempre sem destino...são so melhores voos dos Poetas.

    um abraço

    ResponderEliminar
  4. Ter o voo nas mãos. Transcrever no musgo e no barro o destino do silêncio e do amor.
    Um belo poema.
    Um beijo.

    ResponderEliminar