Não escrevo palavras bonitas, escrevo sentimentos bonitos...!
I do not write nice words! I write beautiful thoughts ...




sábado, 14 de agosto de 2010

Helena



Helena
(Vilancete de Luís de Camões)

Se Helena apartar
do campo seus olhos,
nascerão abrolhos.

A verdura amena,
gados que pasceis,
sabei que deveis
aos olhos de Helena.
Os ventos serena,
faz flor de abrolhos
o ar de seus olhos.

Faz serras floridas,
faz claras as fontes...
se isto faz nos montes,
que fará nas vidas?
Trá-las suspendidas,
como ervas em molhos,
na luz de seus olhos.

Os corações prende
com graça inumana;
de cada pestana
ua alma lhe pende.
Amor se lhe rende
e, posto em giolhos,
pasma nos seus olhos.

Luís Vaz de camóes

Música da autoria de: José M. Silva
Guitarra e voz: José M. Silva
Video (Movie Maker) de: José M. Silva
Aguarelas do video de: José M. Silva

6 comentários:

  1. Passei um Verão há uns anos a ler poesia lírica de Camões.
    Poema inesquecível. Gostei de o ouvir musicado acompanhado de tão lindas pinturas. Parabéns!
    Bjins

    ResponderEliminar
  2. Um momento mágico. Adorei ouvi-lo cantar Camões. Gostei da música. Adorei as aguarelas. Bem haja por esta partilha e pelo prazer que me proporcionou.
    Um beijo, amigo.

    ResponderEliminar
  3. Olá Fa, olá Graça

    Fico feliz por terem gostado da música e das aguarelas.
    Esta música foi das primeiras que compus, é uma homenagem à minha mãe que se chamava Helena.

    Bjs e boa semana!

    José

    ResponderEliminar
  4. Belissimo post...Camões é Camões... a musica vai-lhe na perfeição... e a aguarela é linda!

    Obrigada

    ResponderEliminar
  5. Olá Ana

    Verdade verdadinha... Camões é Camões... espero que tenha gostado da música...

    Bjs e boa semana!

    José

    ResponderEliminar
  6. Ah... o Camões e sua Helena...
    Fico imaginando aqui os olhos de Helena, seu olhar...

    Agradeço tua visita em meu espaço dos ventos...
    Um grande abraço!
    Seguindo-te...

    Álly.

    ResponderEliminar